quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

MUDANÇA DE TEMPO

Pense num bicho altamente perigoso que consegue transbordar sensualidade, violência e imprevisibilidade. Pensou? A resposta correta é MULHER DE TPM.

Quando abre o olho, a primeira coisa que vê é uma teia de aranha voando. A diarista esqueceu de tirar. “Féladumaégua”. Calma. Essa é apenas a primeira, de uma série, de delicadezas que serão proferidas ao longo do dia.

Depois de pegar a vassoura para fazer o serviço e arranhar a parede, levanta e vai para o banheiro enfrentar o maior inimigo: o espelho. Porque os hormônios deixam a visão além do alcance? Na primeira piscadela de olhos para tirar as remelas, os pêlos da sobrancelha apontam, o buço parece o de Charles Chaplin, os poros um vulcão em erupção e uma linha de expressão na testa que lembra o meridiano de Greenwich saltam do mapa da cara.

Sentada, percebe que alguém com mal de Parkinson no pinto respingou xixi na borda vaso, que o papel higiênico acabou, não foi reposto, esqueceu a toalha na área de serviço e o sabão derreteu na água desde o último banho. Ah! O creme dental foi apertado ao meio como um aplicador de glacê. Fecha os olhos. Respira. Sai e pega tudo para que o banho possa acontecer. Algo mais errado tão cedo? É melhor não duvidar.

Ainda bem que dá tempo chegar no trabalho e encontrar uma vaga no estacionamento. Inspira. Expira. Pensa. Hora de bater o ponto. Tudo vai dar certo.

Bom dia pra os coleguinhas e senta rápido na mesa para evitar conversas desagradáveis. A pauta cai, a fita embola, depois parte, a bateria do celular acaba, o sinal da Internet está fraco, aquela atriz chata que você é obrigada a aturar não entende porque a pauta caiu e um colega feliz diz que sua roupa está linda. Que bom! Alguma coisa boa tinha que acontecer. Faz cara de louca, silêncio geral, corre para o banheiro, se tranca e chora, chora, chora até desidratar. Bebe água e volta para a mesa.

Nessa altura do dia todo mundo já percebeu o auge da TPM e banaliza as reações. A vontade de se transformar numa ré primária ganha força, mas é melhor gastar essa oportunidade numa outra ocasião.

O tic-tac do relógio está em câmera lenta e o único desejo é que esse dia acabe logo. O bom mesmo é quando a gente deita na cama, respira e percebe que esse dia não foi diferente dos outros, apenas mudou de cor.

9 comentários:

Elisa no blog disse...

Luciana,
andava com saudade dos seus escritos, ainda bem que escreveu.
TPM é um saco. Nem eu me reconheço. Parece outra alma dentro do meu corpo!! rsrs
To contente, estou virando uma de suas top comentaristas.
bj
Elisa

Desabafando disse...

kkkkkkkkkk....ri muito mas tem dias que é exatamente assim que acontece né?

aproveito pra agradecer sua linda mensagem de aniversário, o fato de estar atrasado não me incomodou nem um pouco, fique tranquila quanto a isso..rsrsrs... pra mim o que vale é a sinceridade do comentário...adorei suas palavras...obrigada por tudo. E realmente criar o blog me deu a sensação de: ser mais entendida e estar menos sozinha no mundo...rsrsrs..obrigada por sempre me entender! Vc acaba me ajudando muito com isso!

Ah, lancei o selinho oficial do blog...rsrsrs...ficarei feliz se vc aceitar!

Luciana Klopper disse...

Ah!! que morri de rir com seu post..e estou te seguindo,claro que ri mas qdo a maldita me ataca só chorando mesmo...tenho Tpms horriveis e tem meses que não sinto nada...como esse !

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

hahaha sei que são dias trágicos os de TPM para uma mulher, mas ri muito com o texto.
Principalmente a parte do homem com mal de parkinson.
Mas veja pelo lado positivo: esse que respingou xixi na borda do vaso pelo menos aprendeu a levantar a tampa para fazer xixi hehehe.

Stella Tavares disse...

Ah, a TPM!!! Responsável por tantos desvarios! Deixam-nos sem estopim às vezes! O bom é que passa e nos dá ainda algum dia de sanidade! Adorei o post!
Bjs

Déia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

# chorando de rir #

Não me mate, por favor!!

Mas se humor hoje está inspiradíssimo!!!

Nem sei qual parte comentar...

And the Oscar goes to...Luciana Guimarães...

Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

bjs e coma um chocolatinho, antes de dormir rs nem precisa escovar os dentes depois, viu? rs

Déia disse...

Querida, como anda o mal de parkinson do marido? kkkk
bj e bom fds

Ric Dexter disse...

Mulher com TPM?!
Melhor estar acompanhado de serpentes, que é mais seguro. rs!

Bjs!

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Luciana, sensacional esse seu relato super irônico sobre a famosa TPM. Rí muito em função de como você descreveu as situações. Adorei o mal de Parkinson, kkk! Luciana você é um amor de pessoa. Beijos sabor "passa logo, TPM"! Manoel.