domingo, 8 de novembro de 2009

VELHO AMIGO INCONVENIENTE

Pessoas... Final de domingão, amanhã cedo volto a frequentar minha senzala legalizada pela CLT. Isto é, se meu amigo deixar. Não contei ainda, mas recebi uma visita inesperada ontem, no sábado. Logo ao acordar, senti sua presença. Foi incômodo senti-lo logo cedo, afinal, aquela não era hora de fazer uma assalariada levantar da cama. Passei a mão em sua cabeça e o mandei embora. Eu queria mesmo era ter me demorado em baixo dos lençóis. Depois de acordada não dá mais para dormir, né? Aproveitei o acontecido e fui ao salão de beleza fazer as unhas. Mas eu continuava sentindo aquela presença cada vez mais forte. Será que eu fiz certo ao mandar meu amigo embora? Será que ele vai ficar magoado com minha atitude? Enfim... Estava feito, mas não conseguia deixar de senti-lo. Levei minha sobrinha/filha a duas festas infantis na mesma noite e meu amado amigo estava lá. Ele me provou que veio para ficar e não ia mais embora. A cada momento sua presença era mais latente e eu não conseguia esconder minha insatisfação. O que eu fiz para merecer aquilo? Ao chegar em casa, tomei um banho, cuidei para que meu amigo estivesse limpinho e me deixasse dormir a noite toda. Algumas vezes foi incômodo, mas eu fingia que que ele não existia naquela cama e mantinha os olhos fechados. Voltava a dormir. Acordava sorrindo e, de repente, lembrava que ele estava ali, grudado em mim como um chiclete. Não teve outro jeito: liguei para minha prima e pedi que ela me acompanhasse num passeio, já que dirigir com ele estava se tornoando insuportável. Ela me levou para encontrar um homem que iria tirar meu amigo de perto de mim para sempre. A notícia não foi boa: "Você tem que esperar ele amadurecer. Não há o que fazer por agora". Voltei para casa angustiada. Acho que meu amigo percebeu que não era bem vindo e foi ficando cada vez mais irritado. Não consigo nem olhar no seu olho que me dá gastura. Mas não tem jeito. O negócio é sentar e esperar esse furúnculo ganhar cosistência para ser expulso de minha vida. Espero que a noite de vocês seja melhor que a minha.

24 comentários:

Lalinha disse...

Só vc p chamar isso de amigo...rsrsr
Graças a deus nunca tive esse tipo de amigo,mas espero que ele se toque e vá embora logo...
Enfim,adorei...bjs

Mônica disse...

Quando comecei a ler, fiquei arrepiada, pensei até que era uma alma do além, ou coisa do tipo!
Aff...que suspense!rsrsrs
Querida...esse tipo de amigo já me acompanhou durante muito tempo.
Um ex namorado(aquele fdp!), me disse que era pra eu tomar Levedura de Cerveja, pra limpar o sangue, que fazia muito bem pra saúde!
Eu imbecil na minha ignorancia, tomei a levedura de cerveja!
Ocorreu a limpeza, mas foi de dentro pra fora...na pele...cheia de furunculos!
Aparecia um...passava esse processo doloroso tooodo.Quando eu pensava que tava livre...depois de umas semanas...outro!
NUNCA MAIS EU TOMO ESSA MERDA!
rsrsrsrs
E aí?Consolada com minha historia?

Alexsandra Moreira disse...

Affff, quanto mais eu lia, menos eu entendia... Cheguei a pensar que fosse algo sobrenatural, depois imaginei: será que é Samuel? rsrsrsr

Agora reza para ele ser seu amigo mesmo e ir embora logo, senão espeeeeera.rsrsrsrsr

Blog da Fatima disse...

Nosaaaaa....isso dó demais da conta!!! E dizem os antigos que qdo vem um, logo atras vem sete!!!! Virgiiiii...nem é bom pensar!!!

Mas tu chamar isso de amigo!!! Imagina um inimigo???? kkkkk

Mas boa sorte ai com a criatura, espero que consiga expulsa-la logo. Ah..e nem fique com remorso tá?

Bom incio de semana...

Bjos no ♥http://fatimadisse.blogspot.com/

Anônimo disse...

Poxa amiga, que chato!!! Já tive um amigo desse, olha não gosto nem de lembrar dessa amizade.
Amiga o segredo é ter paciência, pois logo logo ele vai embora e você vai finalmente esquecer que um dia teve um amigo desse tipo ao seu lado.
No mais, saudades de você viu.
Bjussssssss
Gisa

ana clara disse...

kkkkkkkkkkkkkk
amei esse!
mas eu, q n tinha nada a ver com esse seu amigo, q me lasquei pra subir e descer com a companhia insuportável q vc e ele são... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

beiiiiiiiiijo tchutchuca! qdo aparecer outro amiguinho chame a prima aqui de novo!!! hehehe

Elisa no blog disse...

Ai, desculpa amiga, mas estou morrendo de rir. Quem manda ter o dom de fazer rir? Pensei que fosse um ex, um fantasma, uma pedra no rim, depressão (li um livro em que a autora descrevia a depressão desse jeito que vc falou).
Espero que passe logo. viu meu e-mail?

obrigada pelas felicitações por um ano do meu blog.
bj

Anônimo disse...

A princípio pensei que fosse um cãozinho seu que, agora, não o quisesse mais, mas, com o continuar percebi que não era isso. Só no final fiquei sabendo com sua declaração.Gostei do suspense ...

Desabafando disse...

Que droga isso...eu tb imaginei tudo que era coisa....rsrsrsrs....

Desabafando disse...

tem selinho pra cv no meu blog.

Diego Borges disse...

Graças a Deus numca tive isso, mas vi o transtorno que causa. Ja vi pessoas que tinham mais de 7 de uma só vez. Ha dois anos atraz isso virou um surto ma cidade.
Espero que passe logo !
Um abração !!!!

Lud disse...

Hahaha! Adorei o texto! Nem imaginava quem seria esse seu "amigo"! Mas que situação, hein! Espero que vc melhore logo! Beijos!

Geovana disse...

Eheehhe... olha no olho foi a gota d'água. Muito bom!
Cadê você? E nosso cinema?

Beijos!

Déia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk AMIGO????

Imagine seu inimigo !!!! kkkkkkkkkk

Mas vc tem razão, cuide bem dele, para que em breve vá procurar outra kkkkkk

Boa sorte!

bjs

Mercuriana disse...

Apesar da companhia desagradável, vc. conseguiu manter o bom humor. Que bom...Muito legal sua maneira de expor um problema tão doloroso...Mas vai passar, acredite!
Sorte e Saúde prá vc.
bjs
Sonia

Déia disse...

hehe.. sai q esse corpo n te pertence.. repita sem parar kkkkk

bj

Veri Prado disse...

Ah! Pensei que fosse uma alma penada mesmo!! ahushuahus!!
Ai Lu! Isso dói demais! É horrível mesmo! Eu me arrepio toda só de lembrar!!
Melhoras!!
Beijo!!

Kryx disse...

Não tem jeito, esse tipo de "encosto" a gente tem que esperar amadurecer mesmo, para que vá embora...

Blog do Óbvio disse...

Luciana, você conduziu todos os leitores a pensarem em diversos amigos. Na hora do passeio tive quase a certeza que seria um cachorrinho. Já comecei a ficar triste por você dispensá-lo. Mas graças à Deus era um "furúnculo" (rsrsrsrsrs!). Graças a Deus é brincadeira. Vai que Ele me castiga e nasce um em mim! Seu texto foi muito bem escrito e criou um suspense legal. Tomara que não seja real porque aquele danado "latejando" a noite inteira, só quem teve é que dá valor.
Luciana, não conhecia o seu blog. Através de nossa amiga e princeza oriental, Elisa, é que fiquei conhecendo. Valeu o conhecimento. Gostei muito. Bjus. Manoel.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

hahaha muito criativa sua forma de descrever um furúnculo.
Nunca tive esse amigo e espero não tê-lo. Mas realmente, que presença indesejada. Incomoda o tempo todo.

Déia disse...

E aí? o amigo ja foi? diminuiu?

Bom domingo, viu? bjs

Ana disse...

Ai que dooooor. Que horror.
Espero que saia logo!
Obrigada pelos recadinhos no meu blog. Não tenho conseguido postar com muita frequencia...
Beijos e melhoras

Alê disse...

To rindo até agora...rsrsrsrsrs

Elisa no blog disse...

Não sei se vc gosta dessas coisas, mas tem um meme para vc no meu novo blog, link:
http://elisafuji-blogspot.com/

Tem umas perguntinhas e queria saber o que vc acha. Se não quiser publicar, mande por e-mail.
bj
Elisa