quarta-feira, 28 de outubro de 2009

PARADA GAY DA BAHIA

"Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei... Pra você correr macio...". Não vou falar mal do tempo de novo. É apenas uma forma de explicar para vocês porque deixei meu cantinho por alguns dias. Se me propus a estar aqui com vocês - e gostei - terei que arrumar um tempinho. Cá estou eu e todos os meus dedilhares, agora, são de vocês.

Domingo teve Parada Gay aqui em Salvador e eu fui gravar uma matéria lá. Desde a sexta anterior à Parada, a previsão do tempo era de um dilúvio e eu não tinha uma Arca de Noé. No sábado fui dormir mega tarde na festinha de aniversário de um grande amigo me confiando na chuva. Só me permiti dormir tarde porque acreditei nos meteorologistas. Quando eram umas 2 da madruga olhei e o vi céu cheio de estrelas. Pensei: "Óhh, ôu!!!! São Pedro, por favor, faça chover já!!!". Acho que falei baixo, pois ele não me escutou. Fui para casa correndo, mas sonhei o resto da noite com eu rezando para chover, pode? Isso já aconteceu com vocês? É muito estranho e ao mesmo tempo engraçado. Você não sabe se o sonho é sonho ou realidade e você acorda meio desesperada para saber o que está acontecendo.

Quando abri os olhos a primeira coisa que fiz foi correr para a janela com as outras pessoas da equipe me ligando desesperadas: "E aí, velho, derruba essa pauta aí, tá com cara de que vai chover!", alegou um. "É lógico que vai cair o maior pé d'água", previu outro. Nem uma gota caía do céu. Abriu um solzão e e fui trabalhar bem zumbi. Não podia dizer ao diretor do programa que a pauta caiu porque eu achei que ia chover. Ele ia me dizer que também "achava que eu ia ter emprego no outro dia". A TV tem que ir ao ar, com ou sem chuva.

É impossível ficar com uma gota de mal humor naquele lugar. É muita cor, muita irreverência, muito glamour e muita, mas muita,vontade de mostrar ao mundo que o amor é lindo.

Segundo os representantes do GGB, a Bahia é o estado em que mais se mata homossexuais no Brasil. Somente este ano, até outubro, foram 19 casos. Achei incrível a informação de que aproximadamente 80% das pessoas que foram à Parada não são gays, mas pessoas simpatizantes ao movimento.

Como entrava em tudo quanto era buraco e subia em todos os trios para fazer imagens, vi de tudo, e mais um pouco, que vocês possam imaginar. Vi homem e mulher se azarando como no carnaval. Eu estava vendo a fita depois da gravação - chama-se decupar - e no meio de uma entrevista vi, no segundo plano - atrás da cena principal - um rapaz segurando uma moça pelo braço. Ela olhou, gostou e beijou. A lambança demorou uns 50". Cada um foi para o se lado e tchau I have to go now. Vi várias cenas dessas ao longo da Parada, que, diga-se de passagem, acontece no trajeto do carnaval oficial, a Avenida Sete de Setembro.

Da mesma forma que vi coisas legais, vi muita coisa que julgo ser feia, como a pornografia a céu aberto. Entendo que a cirurgia de mudança de sexo seja um troféu para alguns homossexuais. "Eu tenho e vocês - os outros gays - não têm!". O problema é que ele ganha um orgão sexual feminino e quer mostrar para todos. Teve uma criatura em cima de um trio que o fio dental começava no umbigo e ia até as costas. Exatamente. Um fio dental na "perereca". Outros transsexuais, quando viam a câmera, tiravam o sutiã e balançavam tudo, como se eu quisesse ver. Fora alguns gays que pareciam me odiar por eu ser mulher, heterossexual, e estar ali.

Enfim... Muitos realmente estão ali para protestar contra o preconceito, a homofobia e a violência a que os homossexuais estão submetidos na vida machista em sociedade, mas também existem os que estão estão ali apenas pela gandaia. Esses últimos não estão preocupados com a imagem que se constrói no imaginário popular do que é uma Parada Gay e de sua importância. Mas, como em qualquer lugar, não devemos julgar um todo pelo caso particular de alguns. Os peitos delas eram lindos, mas eu preferia ficar olhando os gogoboys dançando...

12 comentários:

Elisa no blog disse...

Eu também queria ver os gogoboys!
vc está certa não devemos julgar um todo pelo caso particular de alguns. Em outras coisas também.

Que bom que esteja gostando de conhecer um pouquinho da Ásia comigo.

Não conheço essa mermaid que vc falou.
bj

Clau disse...

Eu nem fui, Lu...
Devia mudar de nome, agora devia ser Carnagay.

Fui na primeirissima e sinto orgulho por ter estado presente na melhor parada.

Saudades de vc.

To voltando pra Morro.

Beijoca.

Veri Prado disse...

Luuu querida!!
Adorei o texto! E acho que o preconceito e a violência se dá justamente por causa destes que não levam a sério e querem "aparecer" de alguma forma! E isso não acontece apenas no mundo gay e sim em todas as outras tribos: negros, índios, tatuados etc. Como eles é que aparecem mais do que os outros que estão na boa, as pessoas generalizam.
Beijo grande!!

Anônimo disse...

So está faltando se organizar a parada dos "NÃO GAYS" heterossexuais! Que acham?

Desabafando disse...

Eu só sonho com coisas do dia a dia quando estou muito preocupada ou aflita com algo..rsrsrs...aí a realidade vai pro sonho e se transforma em pesadelo..rrsrs...

e concordo com vc, eles fazem a parada deles pra mostrar o orgulho que tem de ser como são mas muitos não enxergam dessa forma e acham que é uma grande orgia pública né?

Geovana disse...

Eu já fui a duas paradas, uma delas com um namorado. O clima é realmente bom, é como carnaval, mas sem brigas ou com pouca briga. São casais, famílias com crianças, gays e lésbicas,todos misturados.
No cair da noite a situação complica porque o chupa-chupa fica evidente em cada esquina da cidade, eu ainda não me acostumei, nem quero acostumar, com essas situações.
Eu acho válido o manifesto e só não fui esse ano porque estava ocupada.

Faltou umas fotos e um vídeo aí. Fiquei curiosa.

Bjo.

Luciana Guimarães disse...

Geo... Ntive como tirar foto pois, estava trabalhando e no corre-corre essa parte acaba sobrando, mas, na segunda, vou postar a matéria que fiz na parada, ok?

Desabafando disse...

Juro que eu queria ter sua coragem pra mandar o email como vc escreveu no seu comentário...mas preferi deixar quieto..rsrsrs...

E essa do chefe é a opior hein...pior ainda do que eu contei. Tem mais gente que falou sobre isso lá!

Elisa no blog disse...

VC escreveu:
"vc escreve sobre vc. Já vemos tantas coisas sérias no dia-a-dia, nos jornais, no trabalho, na vida. Nos momentos em que temos para divagar com os amigos virtuais vamos tratar de assuntos sérios? Nos faça rir, nos mostre seu mundo e tudo que conheceu! "

fiquei muito contente. eu ficava nesse dilema de querer escrever coisas leves mas achar que há assuntos mais sérios e importantes no mundo. vc chegou ao ponto e entendeu minha proposta. obrigada.

bj

Déia disse...

Acho que o que todo mundo pede é apenas respeito..

para cada um ser o que quiser...

se n fizer mal ao outro.. por mim.. tudo estará bem! rs

bjs

Blog da Fatima disse...

Eu acho que deve ser muito triii uma parada gay!! Pois pelo que vejo tem muita cor, muito brilho, muito glamour e "gramour" tbem...ma isso tem até na area das celebridades!!!

Mas um dia eu...a se vô!!!

bom feriado...

bjos no ♥

Déia disse...

kkkkkkkkkkkk nossa sintonia ta demais... e viva a animação kkkkk

beijos querida!