domingo, 30 de agosto de 2009

O CINEASTA SAMAMBAIA

Passei este final de semana em uma sala de aula tomando um curso interessante sobre linguagem cinematográfica no Ciclo Salvador de Cinema. Com Philippe Barcinski – diretor do filme “Não por acaso” - aprendi muito sobre o pensar e fazer a sétima arte, conheci pessoas bem legais, outras bastante estranhas e algumas legalmente estranhas. Não se assustem. É que muitas pessoas envolvidas nestes processos são mega alternativas. Normal. Para fazer arte tem que ver o mundo de outra forma mesmo.

Mas vou resumir minha história, caso contrário contarei tuuudo que ouvi e, para isso, precisaria de mil posts.

Como estávamos o dia inteiro em aula, além dos intervalos de duas horas para almoço, sempre tinha um coffee breake para os cabeções respirarem e forrarem um pouquinho a pança. Dentre os participantes, percebi a presença de uma criatura que se inscreveu no curso para lanchar, a palestra era um momento extra do seu dia. Como eu não era muito fã do que foi servido, fiquei mais no suquinho, conversando com amigos e observando.

O cara era uma figura. Tinha um cabelo de samambaia real – o que por si só já chamava atenção – guardava lanche no bolso, bebia a metade do copo com a garrafa na mão para encher de novo antes de passar a vez para o próximo e, no meio da palestra, ouvíamos o tilintar de colheres dele limpando a mesa de novo. Além da vergonha alheia que senti, ele virou nosso motivo de graça...

Na verdade, só descobri a ação esfomeada do cineasta samambaia após o primeiro coffee break. Ele estava sentado ao meu lado e não tinha como não ouvi-lo chupando os dentes para engolir os restos alimentícios. Tenho asco ao barulhinho, mas tudo bem, a boca é do cara e ele faz o que quiser.

A história melhorou quando percebi que estava segurando algo, semelhante a um osso e mordendo. Pensei: “Porra, velho! Que cara fominha, guardou um mega salgado para comer durante a aula”. Antes fosse. Pasmem. O cara tava lambendo a dentadura!!! Quase caí mole no chão de tanto nojo. Pense na cena bonita!

Fiquei horrorizada!!! Uma coisa é a pessoa comer muito e deixar o bom senso de lado na hora de se servir em grupo. Até aí vai, ninguém sabe qual é a situação da vida dele. Mas daí a samambaia me obrigar a vê-lo limpar a dentadura é demais! Quase ofereci minha escova de dentes de presente. E é óbvio que depois eu ia jogar fora, né????

5 comentários:

Diego Borges disse...

kkkkkkkkkkkk que coisa , realmente não é muito bom ouvir gente chupando os dentes. agora essa da dentadura ai foi forte rrsrss pena que vc teve que passar por isso , ninguém merece rsrsrs
Um abraço :) !

Ronaldo disse...

Poxa e você não tem uma foto desse cara?

Fiquei muito curioso com isso..

bjs e boa semana

Desabafando disse...

kkkkkkkkkkkk...ri muito...gente fominha assim eu sempre encontro nesses tipos de eventos...rsrsrsrs....dou risadas também....mas a parte de lamber a dentadura foi cruel hein! Isso eu espero nunca ver na vida!

Isadhora disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
NAO ACREDITOOOO!!!
ta de sacanagem, ne???

meu... que nojo!!!!!!!!!
ecaaaaaaaa

Geovana disse...

kkkkk... tô imaginando até agora... que nojo!!!